Sábado, 01 de Agosto de 2020 11:07

Castelhanos sem turistas

O acesso à praia isolada de Ilhabela foi proibido pela prefeitura a fim de resguardar a comunidade caiçara de contaminação da covid-19

Ilhabela.com

A fim de resguardar a comunidade caiçara daquele local onde casos da covid-19 já foram registrados entre os moradores, a prefeitura de Ilhabela proibiu o acesso de turistas à praia de Castelhanos. A proibição é por tempo indeterminado

A recomendação é do Ministério Público Federal que se baseou em uma decisão voluntária dos próprios caiçaras de suspender a recepção de turistas na comunidade enquanto perdurarem os efeitos da pandemia. Com infraestrutura limitada e acesso difícil a unidades de saúde, o grupo pode enfrentar graves consequências caso o novo coronavírus se dissemine entre seus integrantes.

Além dessa proibição instituída pela prefeitura, as visitas ao Parque Estadual de Ilhabela também estão suspensas. É por lá que passa a estrada que dá acesso a Castelhanos. A unidade, assim como outras desse tipo em todo o estado de São Paulo, está fechada desde março por força de um decreto estadual. A restrição de acesso, porém, não foi suficiente para impedir que a covid-19 alcançasse os caiçaras que habitam a região.

Quem desrespeitar a proibição de acesso à praia de Castelhanos está sujeito a sanções administrativas e judiciais, inclusive na esfera criminal. De acordo com o artigo 268 do Código Penal, aquele que descumpre determinação do poder público destinada à contenção de doenças contagiosas,  pode ser condenado a até um ano de prisão, além do pagamento de multa.

 

Desenvolvido por: PontoCOM Desenvolvimento