Sábado, 17 de Outubro de 2020 11:10

Vacinação covid obrigatória?

Governador paulista diz sim, Bolsonaro não

Divulgação

O governador João Doria confrontou o presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira durante entrevista coletiva, ao dizer que a vacina contra a Covid-19 será obrigatória no Estado de São Paulo.

Segundo o governador, medidas legais serão adotadas se houver alguma contrariedade nesse sentido. Dória disse que enquanto houver pessoas não vacinadas em larga escala, o vírus continuará presente. A exceção será para o cidadão que comprovar que não pode ser imunizado por razões de saúde.

O Instituto Butantan participa do desenvolvimento da chamada CoronaVac em conjunto com o laboratório chinês Sinovac, ação criticada pelo presidente Jair Bolsonaro, que classificou a CoronaVac como a vacina que um governador resolveu acertar com outro país

A CoronaVac ainda não foi incluída no Programa Nacional de imunizações.

Falando em vacina, crianças e adolescentes menores de 15 anos têm, neste sábado, a oportunidade de atualizar suas cadernetas de vacinação. O chamado Dia D de mobilização nacional é uma estratégia adotada há anos pelas autoridades de saúde, com o objetivo de fazer com que o máximo de pessoas tenha acesso a todas vacinas do calendário nacional. Com a multivacinação, é possível evitar o risco de doenças como sarampo, febre amarela, rubéola, caxumba, hepatites A e B, entre outras.

Desenvolvido por: PontoCOM Desenvolvimento