Quinta, 14 de Janeiro de 2021 11:46

Emprego na pandemia

Sincovat divulga que ocorreram 330 mil acordos trabalhistas na região em 2020

Divulgação

O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda concedido pelo Governo Federal com o aparecimento da pandemia, chegou a fim. Mas, dos males, o menor. Somente na região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, composta de 39 municípios, no ano de 2020 ocorreram 330 mil acordos de suspensão ou redução de contratos de trabalho, segundo levantamento do Sindicato do Comércio Varejista de Taubaté.

A pesquisa mostra que a medida impactou mais de 22 mil empresas e 163 mil empregados, a partir de cerca de 330 mil acordos entre empregados e empregadores.

Mais de 30% dos acordos locais foram firmados no mês abril e 77% no período entre abril e julho e a divisão dos gêneros dos trabalhadores se mostrou bastante similar na região, sendo 49% de funcionárias e 51% de funcionários. O setor de serviços consolidou mais da metade dos acordos de redução ou suspensão de contratos de trabalho, com cerca de 51%,  seguido pela indústria, com 24% e o comércio, com 22,5.

Segundo o presidente do Sincovat e vice-presidente da Fecomercio de são Paulo, Dan Guinsburg, o fim do auxílio emergencial trará um cenário de desafios e dificuldades, já que todo ambiente socioeconômico está condicionado à superação da pandemia, com a chegada das vacinas.  

Desenvolvido por: PontoCOM Desenvolvimento