Segunda, 05 de Abril de 2021 10:23

Fim da barreira sanitária

Bloqueio identificou perto de uma centena de infectados por covid a caminho de São Sebastião

Prefeitura de S.Sebastião

Passar o feriado de Páscoa em São Sebastião exigiu paciência redobrada de motoristas e familiares e ainda, eventualmente, o risco do dissabor de ser impedido de entrar na cidade.

A barreira sanitária realizada pela prefeitura no limite com a cidade de Bertioga, produziu filas quilométricas, cuja espera chegou a quatro horas.

De acordo com balanço divulgado, ainda no sábado pela prefeitura, 84 turistas haviam sido identificados com covid-19. A medida tinha justamente o objetivo para barrar visitantes infectados pelo coronavírus durante o período de feriado estendido na capital.

No posto montado na altura do bairro de Boracéia, foram testados 2,2 mil visitantes. Os que tiveram o teste de IgM positivo para coronavírus, que identifica os infectados que seguem em período de transmissão da doença, tiveram que retornar para a cidade de origem. Os que tinham o teste de IgG positivo recebiam orientações sobre a doença, mas podiam entrar na cidade.

Em uma semana de fiscalização, o bloqueio chegou a provocar discussão de turistas com as equipes que atuavam no local. Uma turista de Campinas foi perseguida pela Guarda Civil Municipal por furar o bloqueio sanitário após testar positivo para Covid.

Desenvolvido por: PontoCOM Desenvolvimento