Terça, 06 de Abril de 2021 09:35

Macaco-prego resgatado

Animal era mantido em cativeiro no quintal de uma casa, em Caraguatatuba

Polícia Ambiental

Uma denúncia anônima levou, ontem, a Polícia Ambiental a descobrir a existência de um cativeiro localizado no bairro Barranco Alto, em Caraguatatuba, onde um filhote de macaco-prego de um ano de vida era mantido preso numa espécie de galinheiro.

Ao receber os policiais, a dona da casa contou que a situação do macaco era regular, apresentando, inclusive, uma nota fiscal da compra do animal, feita pelo filho dela.

Porém, os policiais verificaram que o documento era falso e encaminharam o caso para Delegacia de Caraguatatuba, onde o criador foi multado no valor de R$ 500 pelo crime de manter animal silvestre, sem autorização do órgão competente.

Por sua vez, o macaco-prego foi encaminhado ao do Parque Ecológico do Tietê, em São Paulo, onde ficará em observação para depois será solto em seu habitat natural.

Desenvolvido por: PontoCOM Desenvolvimento